Pesquisar neste blogue

quinta-feira, maio 30, 2013

Ordens de batalha da Marinha Real Portuguesa-1793 (I)

A Esquadra do Estreito

A Esquadra do Estreito com base principal em Lagos era a principal sentinela que tinha como missão não deixar passar para o Atlântico as forças navais berberes do Mediterrâneo. Era um comando muito importante desempenhado em regra por um Oficial-General. Todos os anos Portugal mantinha uma esquadra no estreito para defesa da entrada do estreito contra os piratas como a costa de Marrocos.

Esquadra com destino ao Estreito de Gibraltar
(19 de Novembro de 1792)

No ano de 1792 o comando foi entregue ao Chefe de Divisão Pedro de Sousa Mariz que a 19 de Novembro içava a sua insígnia no mastro da fragata ‘Princesa Carlota’ de 44 peças de artilharia. A 3 de Dezembro largou do Tejo com uma pequena esquadra, a 7 do mesmo mês alcançou Gibraltar e ainda antes de ancorar salvou com uma salva de 15 tiros o chefe da esquadra do estreito o Tenente-General José Sanches de Brito. A 14 de Dezembro de 1792 a bordo do navio-chefe a Nau de Linha ‘Rainha de Portugal’ na presença dos comandantes e oficiais das duas esquadras fazia-se a entrega do comando da esquadra.
Comandante da Esquadra
Chefe de Divisão Pedro Mariz de Sousa Sarmento
(Comandante Supremo da Esquadra do Estreito)
(2 Fragatas, 1 Bergantim e 1 Cutér-128 peças de artilharia)

Fragata Princesa Carlota
(navio-chefe da esquadra)
Chefe de Divisão Pedro Mariz de Sousa Sarmento
(Comandante da Esquadra)
Capitão-de-mar-e-guerra D. Francisco de Sousa Coutinho
(Comandante do Navio)
Capitão-de-fragata Antonio Jacinto de Chastenet
(Segundo Comandante do Navio)
Primeiro-Tenente Joseph Martins
Primeiro-Tenente Thomas Parry
Segundo-tenente Theodoro José Laurentino
(Ajudantes Generais)
Primeiro-tenente D. Manuel de Menezes
Capitão-tenente Henrique da Fonseca de Sousa Prego
Segundo-tenente Carlos José de Araújo
Segundo-tenente Francisco Ignacio de Miranda Everard
Guarda-Marinha José Joaquim do Patrocino
Sargento Bartolomeu Gomes
(Armamento – 44 peças de artilharia)
Armamento do navio-chefe da Esquadra do Estreito – 1792/1793 – 26 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Fragata Vénus
Capitão-de-mar-e-guerra Manuel Ferreira Nobre
(Comandante do Navio)
Capitão-de-fragata Luiz da Motta Feo e Torres
(Segundo Comandante do Navio)
Capitão-tenente Samuel Wyckam
Segundo-tenente José Miguel Antonio de Matos
Segundo-tenente Antonio Ramires Esquivel
Guarda-Marinha Carlos Felis Giraldo May
Sargento Paulo das Neves Godinho
Armamento – 44 peças de artilharia
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1792/1793 – 26 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Bergantim Gaivota do Mar
Capitão-de-fragata António José Valente
(Comandante do Navio)
Segundo-tenente Ernesto Elias Jaques Godfroi
(Segundo Comandante do Navio)
Segundo-tenente Manoel Antonio Farinha
Guarda-Marinha Manoel Custodio de Albuquerque
Sargento Joaquim José Vieira
(Armamento – 22 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1792/1793 – 16 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Cutér Balão
Capitão-tenente Daniel Thompson
(Comandante do Navio)
Segundo-tenente Roberto Jacob
(Segundo Comandante do Navio)
Segundo-tenente Manoel de Canto e Castro
Sargento Salvador José
(Armamento – 18 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1792/1793 – 14 peças de 24 libras, 4 peças de 12 libras.

Esquadra do Estreito
(14 de Dezembro de 1792)


A 14 de Dezembro de 1792, deixava o comando da esquadra do Estreito o Tenente-General Sanches de Brito, regressando a Lisboa levando os navios de guerra sob as suas ordens, chegou ao Tejo a 21 de Dezembro do mesmo ano.

Comandante da Esquadra
Tenente-General Sanches de Brito
(1 Navio de linha e 2 Bergantins – 120 peças de artilharia)

Nau de Linha Rainha de Portugal
(Navio-chefe)
Tenente-General Sanches de Brito
(Comandante da Esquadra do Estreito)
Capitão-de-mar-e-guerra Paulo José da silva Gama
(Comandante do Navio)
Capitão-de-fragata Antonio Jacinto de Chastenet
(Segundo Comandante do Navio)
Capitão-tenente Antonio Peres da Silva Pontes
Capitão-tenente João Victor da Silva
Primeiro-tenente José Maria de Almeida
(Ajudantes Generais)
Segundo-tenente Paulo Freire de Andrade
Segundo-tenente Francisco Agostinho de Mello
Guarda-Marinha José Carvalho
Sargento Antonio Silva
Sargento Pedro Antunes
(Armamento – 74 peças de artilharia)
Armamento do navio-chefe da Esquadra do Estreito – 1792/1793 – 26 peças de 36 libras, 26 peças de 24 libras, 14 peças de 12 libras, 4 obuses de 48 libras e 4 obuses de 24 libras.

Bergantim Lebre
Capitão-de-fragata Álvaro Sanches de Brito
(Comandante do Navio)
Segundo-tenente Antonio Pedro de Castro
Guarda Marinha José de Brites
Sargento Antonio Dias
(Armamento – 24 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1792/1793 – 14 peças de 24 libras e 10 peças de 12 libras.

Bergantim Voador
Capitão-de-fragata João Gomes da Silva Teles
(Comandante do Navio)
Segundo-tenente Thomaz Alexandre de Azambuja
Guarda Marinha José Torres
Sargento Adriano Alves
(Armamento – 22 peças de artilharia)

Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1792/1793 – 16 peças de 24 libras e 10 peças de 12 libras.

Esquadra do Estreito
(03 de Março de 1793)
A 03 de Março de 1793 saiu do Tejo, para reforço da esquadra do estreito uma esquadra da marinha que estava a ser preparada no porto do arsenal da marinha em Lisboa. A 07 de Março de 1793 ancorava no porto de Gibraltar.

Comandante da Esquadra
Capitão-de-mar-e-guerra Manuel da Cunha Sottomayor
(1 Navio de linha e 2 fragatas – 158 peças de artilharia)

Nau de Linha Medusa
(Navio-chefe)
Capitão-de-mar-e-guerra Manuel da Cunha Sottomayor
(Comandante da Esquadra e Comandante do Navio)
Capitão Tenente Luiz de Motta Feo e Torres
(Ajudante General)
Segundo-tenente Manoel da Silva Thomaz
Segundo-tenente Manoel Pinto Franco
Guarda-Marinha Joaquim Antonio Rodrigues Galhardo
Guarda-Marinha Luiz da França Machado
Aspirante Manuel de Vasconcelos Pereira de Melo
Sargento Jerónimo dos Santos da Silva
Sargento Ricardo José
(Armamento – 74 peças de artilharia)
Armamento do navio-chefe da Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 26 peças de 24 libras, 14 peças de 12 libras, 4 obuses de 48 libras e 4 obuses de 24 libras.

Fragata Princesa do Brasil
Capitão-de-fragata Diogo José de Paiva e Silva
(Comandante do Navio)
Capitão-tenente Joaquim José Monteiro Torres
(Segundo Comandante do Navio)
Primeiro-Tenente James Allen Palmer
Segundo-tenente Alexandre José Monteiro
Segundo-tenente Bartolomeu José Soares
Sargento Fernandes Cruz
(Armamento – 44 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Fragata Príncipe do Brasil
Capitão-de-fragata José Maria de Medeiros
(Comandante do Navio)
Capitão-tenente James Bunce
(Segundo Comandante do Navio)
Segundo-tenente D. Pedro Manoel
Segundo-tenente Pascoal Antonio Scarnichia
Guarda-Marinha José Maria de Moura e Mendonça
Sargento José Carlos
(Armamento – 40 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 24 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 4 peças de 12 libras.


Esquadra do Estreito
(09 de Março de 1793)
A 9 de Março de 1793 o Chefe de Divisão Pedro de Mariz passava com todo o seu estado-maior para a nau ‘Medusa’ e o Capitão-de-mar-e-guerra Manuel da Cunha Sottomayor, com os seus oficiais para a fragata ‘Princesa Carlota’. A esquadra do estreito ficava completa para cumprir a sua missão.

Comandante da Esquadra
Chefe de Divisão Pedro Mariz de Sousa Sarmento
(Comandante General da Esquadra do Estreito)
(1 Navio de linha, 4 fragatas, 1 bergantim e 1 cutér – 496 peças de artilharia)

Comando da Esquadra
Oficial General
Chefe de Divisão Pedro Mariz de Sousa Sarmento
Oficiais Superiores
Capitão-de-mar-e-guerra Manuel da Cunha Sottomayor
(Segundo Comandante)
Capitão-de-mar-e-guerra Manoel Ferreira Nobre
(Ajudante do Comandante)
Oficiais Subalternos
Primeiro-Tenente Joseph Martins
Primeiro-Tenente Thomas Parry
Segundo-tenente Theodoro José Laurentino
(Ajudantes Generais)

Nau de Linha Medusa
(Navio-chefe da Esquadra)
Chefe de Divisão Pedro Mariz de Sousa Sarmento
(Comandante da Esquadra)
Capitão-de-mar-e-guerra Manoel Ferreira Nobre
(Ajudante do Comandante da Esquadra)
Capitão-de-mar-e-guerra D. Francisco de Sousa Coutinho
(Comandante do Navio)
Capitão-de-fragata Antonio Jacinto de Chastenet
(Segundo Comandante do Navio)
Primeiro-Tenente Joseph Martins
(Ajudante General)
Primeiro-Tenente Thomas Parry
(Ajudante General)
Primeiro-tenente D. Manuel de Menezes
Segundo-tenente Theodoro José Laurentino
(Ajudante General)
Segundo-tenente Manoel da Silva Thomaz
Segundo-tenente Manoel Pinto Franco
Guarda-Marinha Joaquim Antonio Rodrigues Galhardo
Guarda-Marinha Luiz da França Machado
Aspirante Manuel de Vasconcelos Pereira de Melo, barão de Lazarim
Sargento Jerónimo dos Santos da Silva
Sargento Ricardo José
(Armamento – 74 peças de artilharia)
Armamento do navio-chefe da Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 26 peças de 24 libras, 14 peças de 12 libras, 4 obuses de 48 libras e 4 obuses de 24 libras.

Fragata Princesa Carlota
Capitão-de-mar-e-guerra Manuel da Cunha Sottomayor
(Comandante do Navio e Segundo Comandante da Esquadra)
Capitão-de-fragata Filipe Hancorn
(Segundo Comandante do Navio)
Capitão-tenente Henrique da Fonseca de Sousa Prego
Segundo-tenente Carlos José de Araújo
Segundo-tenente Francisco Ignacio de Miranda Everard
Guarda-Marinha José Joaquim do Patrocino
Sargento Bartolomeu Gomes
(Armamento – 44 peças de artilharia)
Armamento do navio Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Fragata Vénus
Capitão-de-mar-e-guerra Manuel Ferreira Nobre
(Comandante do Navio)
Capitão-de-fragata Luiz da Motta Feo e Torres
(Segundo Comandante do Navio)
Capitão-tenente Samuel Wyckam
Segundo-tenente José Miguel Antonio de Matos
Segundo-tenente Antonio Ramires Esquivel
Guarda-Marinha Carlos Felis Giraldo May
Sargento Paulo das Neves Godinho
(Armamento – 44 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Fragata Princesa do Brasil
Capitão-de-fragata Diogo José de Paiva e Silva
(Comandante do Navio)
Capitão-tenente Joaquim José Monteiro Torres
(Segundo Comandante do Navio)
Primeiro-Tenente James Allen Palmer
Segundo-tenente Alexandre José Monteiro
Segundo-tenente Bartolomeu José Soares
Sargento Fernandes Cruz
(Armamento – 44 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Fragata Principe do Brasil
Capitão-de-fragata José Maria de Medeiros
(Comandante do Navio)
Capitão-tenente James Bunce
(Segundo Comandante do Navio)
Segundo-tenente D. Pedro Manoel
Segundo-tenente Pascoal Antonio Scarnichia
Guarda-Marinha José Maria de Moura e Mendonça
Sargento José Carlos
(Armamento – 40 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 24 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 4 peças de 12 libras.

Bergantim Gaivota do Mar
Capitão-de-fragata António José Valente
(Comandante do Navio)
Segundo-tenente Ernesto Elias Jaques Godfroi
(Segundo Comandante do Navio)
Segundo-tenente Manoel Antonio Farinha
Guarda-Marinha Manoel Custodio de Albuquerque
Sargento Joaquim José Vieira
(Armamento – 22 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 16 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Cutér Balão
Capitão-tenente Daniel Thompson
(Comandante do Navio)
Segundo-tenente Roberto Jacob
(Segundo Comandante do Navio)
Segundo-tenente Manoel de Canto e Castro
Sargento Salvador José
(Armamento – 18 peças de artilharia
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 14 peças de 24 libras e 4 peças de 12 libras.


Esquadra do Estreito
(22 de Julho de 1793)
A 22 de Julho de 1793 o Chefe de Divisão Pedro de Mariz foi chamado a Lisboa para uma missão especial.

Comandante da Esquadra
Capitão-de-mar-e-guerra Manuel da Cunha Sottomayor
(4 Fragatas, 1 bergantim e 1 cutér – 422 peças de artilharia)

Fragata Princesa Carlota
Capitão-de-mar-e-guerra Manuel da Cunha Sottomayor
(Comandante da Esquadra e Comandante do Navio)
Capitão-de-fragata Filipe Hancorn
(Segundo Comandante do Navio)
Capitão-tenente Henrique da Fonseca de Sousa Prego
Primeiro-Tenente Joseph Martins
(Ajudante General)
Primeiro-Tenente Thomas Parry
(Ajudante General)
Segundo-tenente Carlos José de Araújo
Segundo-tenente Francisco Ignacio de Miranda Everard
Guarda-Marinha José Joaquim do Patrocino
Sargento Bartolomeu Gomes
(Armamento – 44 peças de artilharia
Armamento do navio Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.
Fragata Vénus
Capitão-de-mar-e-guerra Manuel Ferreira Nobre
(Comandante do Navio)
Capitão-de-fragata Luiz da Motta Feo e Torres
(Segundo Comandante do Navio)
Capitão-tenente Samuel Wyckam
Segundo-tenente José Miguel Antonio de Matos
Segundo-tenente Antonio Ramires Esquivel
Guarda-Marinha Carlos Felis Giraldo May
Sargento Paulo das Neves Godinho
(Armamento – 44 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Fragata Princesa do Brasil
Capitão-de-fragata Diogo José de Paiva e Silva
(Comandante do Navio)
Capitão-tenente Joaquim José Monteiro Torres
(Segundo Comandante do Navio)
Primeiro-Tenente James Allen Palmer
Segundo-tenente Alexandre José Monteiro
Segundo-tenente Bartolomeu José Soares
Sargento Fernandes Cruz
(Armamento – 44 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Fragata Principe do Brasil
Capitão-de-fragata José Maria de Medeiros
(Comandante do Navio)
Capitão-tenente James Bunce
(Segundo Comandante do Navio)
Segundo-tenente D. Pedro Manoel
Segundo-tenente Pascoal Antonio Scarnichia
Guarda-Marinha José Maria de Moura e Mendonça
Sargento José Carlos
(Armamento – 40 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 24 peças de 36 libras, 12 peças de 24 libras e 4 peças de 12 libras.

Bergantim Gaivota do Mar
Capitão-de-fragata António José Valente
(Comandante do Navio)
Segundo-tenente Ernesto Elias Jaques Godfroi
(Segundo Comandante do Navio)
Segundo-tenente Manoel Antonio Farinha
Guarda-Marinha Manoel Custodio de Albuquerque
Sargento Joaquim José Vieira
(Armamento – 22 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 16 peças de 24 libras e 6 peças de 12 libras.

Cutér Balão
Capitão-tenente Daniel Thompson
(Comandante do Navio)
Segundo-tenente Roberto Jacob
(Segundo Comandante do Navio)
Segundo-tenente Manoel de Canto e Castro
Sargento Salvador José
(Armamento – 18 peças de artilharia)
Armamento do navio da Esquadra do Estreito – 1793 – 14 peças de 24 libras e 4 peças de 12 libras.

Flotilha de Escolta
(09 de Agosto de 1793 a 24 de Agosto de 1793)
(Tanger no final do seculo XVIII)
Durante a guerra civil de 1793 em Marrocos, chegaram ao Funchal a 19 de Abril um Bergantim, em viagem para Salé, conduzindo a esposa, três filhas e dois filhos do Príncipe Mulye Abdessalam, a viúva do antigo Imperador Mulye Ismael e numerosa comitiva, o Governador e Capitão-General Don Diogo Pereira Forjaz Coutinho embarcou os ilustre passageiros em dois Bergantins para continuarem a viagem mas ventos contrários foram dar a São Miguel. Fizeram-se de novo ao mar com rota directa para Lisboa. Chegaram ao Tejo a 8 de Agosto e imediatamente o Príncipe Regente mandou preparar a Nau ‘Medusa’ sob o comando de Chefe de Divisão Pedro Mariz de Sousa Sarmento e três navios de transporte. Largaram do Tejo a 9 de Agosto em rota directa para Tânger e ali desembarcaram alguns dias depois.


Flotilha de Escolta
Comandante da Escolta
Chefe de Divisão Pedro Mariz de Sousa Sarmento
(1 Navio de linha e 3 navios de transporte – 118 peças de artilharia)

Nau de Linha Medusa
(Navio-chefe da escolta)
Chefe de Divisão Pedro Mariz de Sousa Sarmento
(Comandante da Flotilha de Escolta)
Capitão-de-mar-e-guerra Manoel Ferreira Nobre
(Ajudante do Comandante da Esquadra)
Capitão-de-mar-e-guerra D. Francisco de Sousa Coutinho
(Comandante do Navio)
Capitão-de-fragata Antonio Jacinto de Chastenet
(Segundo Comandante do Navio)
Primeiro-tenente D. Manuel de Menezes
Segundo-tenente Theodoro José Laurentino
(Ajudante General)
Segundo-tenente Manoel da Silva Thomaz
Segundo-tenente Manoel Pinto Franco
Guarda-Marinha Joaquim Antonio Rodrigues Galhardo
Guarda-Marinha Luiz da França Machado
Aspirante Manuel de Vasconcelos Pereira de Melo
Sargento Jerónimo dos Santos da Silva
Sargento Ricardo José
(Armamento – 74 peças de artilharia)
Armamento do navio-chefe da Esquadra do Estreito – 1793 – 26 peças de 36 libras, 26 peças de 24 libras, 14 peças de 12 libras, 4 obuses de 48 libras e 4 obuses de 24 libras.

Charrua de Transporte Ásia
Capitão António Martins
(Comandante do Navio)
Armamento – 18 peças de artilharia
Armamento do navio – 1793 – 14 peças de 24 libras e 4 peças de 12 libras.

Charrua de Transporte Rapaz Lourenço
Capitão Francisco Gigote
(Comandante do Navio)
Armamento – 18 peças de artilharia
Armamento do navio – 1793 – 14 peças de 24 libras e 4 peças de 12 libras.

Barca de Transporte Farta
Capitão Mahomet Sequier
(Comandante do Navio)
Armamento – 18 peças de artilharia
Armamento do navio – 1793 – 14 peças de 24 libras e 4 peças de 12 libras.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.