Pesquisar neste blogue

sábado, setembro 13, 2014

Navios da Armada Real de 1638-1910 XV


NAVIOS DO ESTADO DA ÍNDIA


GALEOTAS. PALAS, MANCHUAS, GALIAS, GALVETAS E MANGUERINS

GALEOTAS


1. "N. S. da Nazaré"
Galeota do Estado da Índia que aparece em 1694.
Naquele ano derrotou uma força árabe perto de Damão.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1694 a 1712.

2. "N. S. da Penha de França"
Galeota de 20 peças que em 1696 fazia parte da armada de alto bordo do estreito de Ormuz.
Em 1730 largou de Goa na armada de socorro a Mombaça.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1696 a 1750.

3. "S. Cristóvão"
Galeota de 15 peças que em 1721 tomou parte na expedição a Culabo.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1721.

4. "S. João"
Galeota que em 1726 se achava em Goa.
Também aparece como gália, com a denominação de "S. João Nepomuceno".
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1726 a 1730.

5. "Santa Cruz"
Galeota que em 1728 se achava em Pate.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1728 a 1729.

PALAS


1. "N. S. da Piedade"
Pala que em 1710 deveria ir a Angediva.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1710.

2. "N. S. de Monserrate"
Pala de 12 peças que em 1712 devia largar de Goa para o Sul.
Em 1729 largou de Goa no socorro a Mombaça.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1712 a 1729.

3. "Santo Inácio"
Pala que em 1712 deveria seguir de Goa para Onor e Barcelor.
Em 1721 tomou parte na expedição a Culabo.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1712 a 1730.

4. "N. S. da Conceição"
Pala de três mastros e 16 peças que em 1712 devia largar de Goa para o Sul.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1712 a 1718.

5. "N. S. da Assunção"
Pala que em 1715 largou de Goa para o Sul numa armada.
Tomou parte na expedição a Culabo em 1721 e no socorro a Mombaça em 1730.
No regresso foi a pique no mar.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1715 a 1730.

6. "S. João Baptista"
Pala de três mastros e 15 peças que em 1716 recebeu ordem para seguir de Goa para o Sul.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1716 a 1730.

7. "N. S. Madre de Deus e Santo António"
Pala de três mastros e 18 peças que se achava em Goa em 1718.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1718.

8. "N. S. do Loreto"
Pala de três mastros e 14 peças que se achava na Índia em 1718.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1718.

9. "Santa Iria"
Pala de três mastros e 16 peças que se achava na Índia em 1718.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1718.

10. "Santiago"
Pala que se achava em Goa em 1718.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1718.

11. "Santo António e Almas"
Pala de três mastros e 16 peças que em 1718 se achava em Goa.
Em 1726 encontrava-se na guarda-costa do Norte.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1716 a 1726.

12. "S. Francisco Xavier"
Pala de 12 peças que em 1721 tomou parte na expedição a Culabo.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1721.

13. "N. S. da Nazaré"
Pala de 14 peças que em 1724 largou de Goa a correr a costa.
Em 1730 largou em socorro de Mombaça.
No regresso foi a pique no mar.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1724 a 1730.

14. "S. Luís e N. S. da Nazaré"
Pala que se achava em Goa em 1726.
Aparece em 1728 já transformada em fragatinha.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1726 a 1728.

15. "Santo António"
Pala que em 1736 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1736.

16. "N. S. das Mercês"
Pala que em 1742 saiu de Goa a cruzar na costa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1742 a 1748.

17. "S. Pedro"
Pala de 22 peças construída em Bombaim.
Em 1746 recebeu ordem para seguir de Goa para o Sul.
Tomou parte em várias operações de guerra na Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1746 a 1782.

18. "N. S. da Penha de França"
Pala de 14 peças que em 1787 se achava em Damão.
Em 1794 continuava em Damão com 16 peças.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1787 a 1794.

MANCHUAS


1. "Santo António"
Manchua muito grande que em 1718 se achava varada em Goa por ser velha.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1718.

2. "N. S. do Rosário"
Manchua de 11 peças que em 1758 se achava em Goa e em 1771 em Damão.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1771.

3. "S. Caetano"
Manchua de 2 peças e 4 pedreiros que em 1758 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1763.

4. "S. Pedro"
Manchua de 9 peças que em 1758 e 1771 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1771.

5. "S. Francisco de Assis"
Manchua de 4 peças que se achava em Goa em 1758, 1771 e 1782.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1782.

6. "Santo António"
Manchua de 6 peças que em 1758 se achava em Goa.
Em 1771 necessitava de fabricos para poder navegar.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1771.

7. "N. S. do Monte do Carmo"
Manchua de 6 peças que em 1758 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1771.

8. "N. S. da Penha de França"
Manchua que em 1758 se encontrava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1771.

9. "S. Bernardo"
Manchua de 2 peças e 2 pedreiros que em 1758 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1771.

10. "N. S. da Ajuda"
Manchua de 9 peças que em 1758 e 1771 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1771.

11. "Santa Ana"
Manchua de 9 peças que em 1758 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1771.

12. "N. S. dos Remédios"
Manchua de 4 peças e 4 pedreiros que em 1758 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1758 a 1771.

13. "S. Joaquim"
Manchua de 9 peças que em 1771 e 1782 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1771 a 1782.

14. "Santiago"
Manchua de 9 peças que se encontrava em Goa em 1771 e 1782.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1771 a 1782.

15. "Santa Ana Nova"
Manchua de 9 peças que em 1771 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1771.

16. "Santa Bárbara"
Manchua de 9 peças que em 1771 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1771.

17. "Santa Rita"
Manchua de 9 peças que em 1771 necessitava fabricos.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1771.

18. "N. S. da Conceição"
Manchua de 15 peças que em 1771 necessitava fabricos.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1771.

19. "N. S. da Guia"
Manchua de 9 peças que em 1771 e 1805 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1771 a 1805.

20. "Santo António"
(Pequena) Manchua que em 1782 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1782.

21. "Santa Ana"
Manchua de 9 peças, entregue pelo marata, que se achava em Goa em 1782.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1782 a 1807.

22. "N. S. do Carmo Grande"
Manchua que em 1782 necessitava fabricos em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1782.

23. "N. S. da Ajuda"
Manchua de 9 peças que se achava em Goa em 1782.
Em 1804 estava varada para fabricos.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1782 a 1804.

24. "S. Pedro"
Manchua que em 1782 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1782.

25. "N. S. da Penha de França"
Manchua de 9 peças que em 1787 se achava em Damão.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1787.

26. "N. S. do Amparo"
Manchua de 9 peças que em 1805 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1805.

27. "N. S. do Monte do Carmo"
Manchua que em 1811 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1811.

28. "N. S. da Conceição"
Manchua de 9 peças que se achava em Goa em 1802 e 1804.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1802 a 1812.

29. "S. Luís"
Manchua de 9 peças que se achava em Goa em 1802.
Possivelmente é a escuna do mesmo nome.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1802.

GÁLIAS


1. "Manteigueira"
Gália que em 1729 recebeu ordem para largar de Goa para Baçaim.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1729.

2. "Santo Inácio"
Gália que em 1742 foi mandada desmanchar em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1742.

3. "Santa Rosália"
Gália que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

4. "N. S. do Bom Sucesso"
Gália que em 1758 estava incapaz de serviço na Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1750 a 1758.

5. "Santa Rita de Cássia"
Gália de 8 peças que em 1758 se achava incapaz de serviço na Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1750 a 1758.

6. "N. S. da Vitória"
Gália de 9 peças que em 1784 se achava armada em Goa.
Passou mais tarde a ser considerada corveta.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1784.

7. "N. S. do Resgate"
Gália de 9 peças que em 1794 se achava em Damão.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1786 a 1794.

8. "Ilustre Zargo"
Gália de 9 peças construída em teca em Damão que em 1827 se achava na Índia.
Destinava-se a viagens entre Damão e Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1827 a 1837.

9. "D. João de Castro"
Gália de 8 peças construída em teca em Damão em 1827.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1827 a 1837.

10. "Ilustre Portugal e Castro"
Gália de 6 peças construída em teca em Diu em 1828.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1828 a 1842.

GALVETAS


1. "N. S. do Rosário"
Galveta de 6 peças do Estado da Índia, desde, pelo menos, de 1744 a 1763.
Também aparece como Manchua.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1744 a 1763.

2. "S. Francisco de Assis"
Galveta do Estado da Índia que em 1750 se achava em Goa.
Também aparece como chalupa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

3. "N. S. da Penha de França"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

4. "N. S. da Boa Viagem"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

5. "S. Francisco Xavier"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

6. "S. Paulo Pequeno"
Galveta que em 1750 se encontrava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

7. "S. João"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

8. "N. S. do Porto Seguro"
Galveta que em 1750 se encontrava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

9. "Santo António"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

10. "N. S. dos Remédios"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

11. "Santa Ana"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

12. "S. Caetano"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

13. "N. S. de Livre das Febres"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

14. "N. S. dos Milagres e Almas"
Galveta de 9 peças que se achava em Goa em 1750.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1750 a 1771.

15. "N. S. do Porto Seguro e Santo António"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

16. "S. Pedro Grande"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

17. "S. Pedro Pequeno"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

18. "S. Paulo Grande"
Galveta que em 1750 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

19. "S. Francisco Pequeno"
Galveta que em 1750 se achava no Norte do Estado da Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

20. "S. João"
Galveta do rio que em 1750 se achava no rio Guddem, do Estado da Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

21. "S. Caetano"
Galveta do rio que em 1750 se achava no rio Camordim, do Estado da Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

22. "S. Pedro"
Galveta do rio que em 1750 se achava no rio Colvale, do Estado da Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

23. "S. José"
Galveta do rio que em 1750 se achava no rio de Bicholim, do Estado da Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

24. "Santo António"
Galveta do rio que em 1750 se achava no rio de Oxel, do Estado da Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

25. "S. João Baptista"
Galveta do rio que em 1750 se achava no rio Vagalim, do Estado da Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1750.

26. "N. S. do Amparo"
Galveta de 9 peças e 20 t que se achava em Goa em 1771.
Em 1831 estava incapaz de serviço.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1771 a 1830.

27. "Santo Inácio"
Galveta de 9 peças que aparece no Estado da Índia em 1771.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1771 a 1819.

28. "Santa Rita"
Galveta de 9 peças e 18t que em 1802 se achava em Goa.
Em 1831 encontrava-se incapaz.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1802 a 1830.

MANGUERINS



1. "N. S. da Piedade"
Manguerim de 5 peças que em 1771 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1771.

2. "Santo André Avelino"
Manguerim de 4 peças que em 1771 se encontrava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1771.

3. "S. Pedro"
Manguerim de 5 peças que em 1771 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1771.

4. "S. Luís"
Manguerim de 5 peças que em 1771 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1771.

5. "N. S. das Boas Novas"
Manguerim de 5 peças que em 1771 se achava em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1771.

6. "N. S. do Rosário"
Manguerim que em 1782 se achava na Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1782.

7. "N. S. Da Graça"
Manguerim que em 1782 se achava na Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1782.

8. "S. Francisco"
Manguerim que em 1782 se achava na Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1782.

NAUS DE VIAGEM DA ÍNDIA
(E DA CARREIRA DO ORIENTE)


1. "N. S. dos Remédios"
Navio que largou de Lisboa em 1645 com infantaria para Ceilão.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1645 a 1650.

2. "N. S. dos Remédios"
Fragata de particulares que em 1645 largou de Lisboa com infantaria para Ceilão.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1645 a 1646.

3. "Santa Catarina"
Navio que em 1645 largou de Lisboa com infantaria para Ceilão. Ficou incapaz em Goa.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1645.

4. "N. S. de Guadalupe"
Nau que em 1645 largou de Lisboa com infantaria para Ceilão.
Era navio fretado que não tornou a Portugal.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1645.

5. "N. S. da Visitação e S. José"
Nau de poço da Irmandade de "N. S. da Visitação e S. José" que em 1710 largou de Lisboa para Macau.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1710 a 1712.

6. "Santa Ana"
Nau da Companhia de Macau que em 1711 largou de Lisboa para Macau na armada de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1711 a 1718.

7. "S. Francisco Xavier"
Nau mercante que em 1719 largou de Lisboa para Macau e portos da China.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1719 a 1722.

8. "Rainha dos Anjos"
Navio mercante que em 1720 largou de Lisboa para Macau. No regresso perdeu-se por incêndio no Rio de Janeiro, em 1722.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1720 a 1722.

9. "N. S. Madre de Deus"
Nau mercante que em 1727 largou de Lisboa para Macau, onde embarcou no ano seguinte o embaixador de Sua Majestade que fora enviado à China.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1727 a 1728.

10. "S. Pedro e S. João"
Galera da Companhia da Seda de Lisboa empregada na carreira de Macau.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1737 a 1748.

11. "N. S. da Conceição e S. Francisco Xavier"
Nau mercante da carreira de Coromandel, pelo menos desde 1737.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1737 a 1741.

12. "N. S. do Bom Despacho"
Nau da Companhia de Feliciano Velho de Oldemburgo que em 1740 entrou em Lisboa vindo de Pernambuco.
Em 1750 combateu argelinos perto das Berlengas com sucesso.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1739 a 1760.

13. "Santíssimo Sacramento e N. S. do Paraíso, o Campelo"
Nau de licença empregada nas carreiras do Brasil e do Oriente.
Foi nau de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1742 a 1790.

14. "Jesus Maria José e S. Miguel"
Nau de licença da Companhia de Macau que em 1743 largou de Lisboa para Macau.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1743 a 1752.

15. "N. S. da Conceição e Lusitânia Grande"
Nau de licença da Companhia de Macau.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1752 a 1755.

16. "Santa Ana, Rainha de Portugal"
Nau da Companhia de Feliciano Velho de Oldemburgo que fez várias viagens para o Oriente.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1754 a 1763.

17. "S. José, Rei de Portugal"
Nau da Companhia de Feliciano Velho de Oldemburgo que fez várias viagens para o Oriente e Brasil.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1754 a 1762.

18. "N. S. dos Prazeres"
Nau da Companhia de Feliciano Velho de Oldemburgo que fez várias viagens para o Oriente.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1754 a 1758.

19. "N. S. da Lapa e Bom Jesus da Trindade"
Nau de particulares que em 1766 largou de socorro para a Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1766 a 1768.

20. "Deus te Salve, N. S. da Vitória"
Nau de particulares que em 1767 largou de Lisboa para a Índia como nau de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1767 a 1769.

21. "S. José"
Nau de licença que fez viagens para a Índia, pelo menos desde 1767.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1768 a 1770.

22. "N. S. do Livramento e S. José"
Nau mercante que era considerada como do Estado da Índia.
Em 1768 largou para a Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1768 a 1772.

23. "N. S. da Penha de França e Rainha de Nantes"
Nau da carreira de Macau que em 1769 largou de Lisboa para o Oriente.
Fez várias viagens a Macau.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1769 a 1789.

24. "N. S. da Penha de França, S. Francisco de Paula e Almas"
Nau da carreira do Oriente que em 1770 entrou o Tejo vindo da China.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1770 a 1771.

25. "Príncipe da Beira"
Nau de licença de 44 peças que em 1774 largou para a Índia e Macau.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1774 a 1784.

26. "N. S. da Vida, Santo António e Madalena"
Nau de Macau de Joaquim Pedro Quintela que também foi nau de viagem para a Índia.
Em 1786 conduziu à Índia o poeta Manuel Maria Barbosa du Bocage, despachado guarda-marinha do Estado da Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1775 a 1787.

27. "N. S. da Conceição, Santo António, Ásia Feliz"
Nau da carreira da Índia desde 1778 e para onde fez várias viagens.
Em 1808, na torna-viagem da Índia, foi tomada no canal de Moçambique por um corsário francês.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1778 a 1808.

28. "Príncipe do Brasil"
Nau mercante armada de 44 peças que em 1780 foi nau de viagem para a Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1780 a 1782.

29. "O Senhor do Bonfim e Santiago Maior"
Nau mercante que foi nau de viagem a partir de 1782.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1782 a 1787.

30. "O Senhor do Bonfim e Santa Maria"
Nau mercante que fez comissões à Índia como nau de viagem desde 1782.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1782 a 1787.

31. "S. J. Ressuscitado, Santa Zeferina, Princesa do Brasil"
Nau mercante que foi nau de viagem para a Índia.
Conhecida por Fossa Lamas.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1783 a 1791.

32. "N. S. da Penha de França e Marquês de Angeja"
Nau mercante que fez comissões à Índia como nau de viagem desde 1787.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1787 a 1797.

33. "S. Luís e Santa Maria Madalena, a Trovoada"
Nau mercante que fez viagens à Índia como nau de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1788 a 1793.

34. "N. S. Madre de Deus, S. José Marquês de Marialva"
Nau mercante que fez viagens à Índia como nau de viagem desde 1798.
Perdeu-se por encalhe na costa de Moçambique em 1802.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1798 a 1802.

35. "Ave-Maria"
Galera que fez uma comissão à Índia como nau de viagem em 1802.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1802.

36. "N. S. do Bom Sucesso, o Ceilão Novo"
Nau mercante que foi nau de viagem à Índia.
Em 1807 perdeu-se por encalhe na costa da Índia.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1804 a 1807.

37. "Rainha dos Anjos"
Nau mercante que em 1809 largou para a Índia como nau de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1809.

38. "S. José Fénix"
Nau mercante que em 1810 largou para a Índia como nau de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1810 a 1811.

39. "Ulisses"
Nau mercante que em 1810 largou para a Índia como nau de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1810 a 1813.

40. "Europa"
Nau mercante que em 1811 largou para a Índia como nau de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1811 a 1816.

41. "S. José, Americano"
Nau mercante que em 1814 largou para a Índia como nau de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos de 1814 a 1815.

42. "S. José Fama"
Nau mercante que em 1818 largou para a Índia como nau de viagem.
Esteve ao serviço na Real Marinha de Guerra Portuguesa pelo menos em 1818.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.