Pesquisar neste blogue

quinta-feira, julho 24, 2014

Batalhas e Combates-1763 III

Melondim
(12 de Novembro de 1763)


Melondim era nesta época um pequeno reino situado no norte de Goa que se resumia à cidade do mesmo nome e às terras circunvizinhas. Tal como acontecia com outras cidades-estados da costa índiana, uma das suas actividades económicas mais importante era o corso. Dai que fossem frequentes os conflitos entre o seu rei e os portugueses. Nos primeiros dias de Novembro de 1763 soube-se em Goa que corsários com base em Melodim tinham capturado o navio de Moçambique, Imediatamente o Vice-Rei ordenou que uma esquadra constituida por duas Naus, uma Pala, qinze navios menores armados e mais de vinte embarcações armadas se dirigisse àqueta cidade sob o comando do Capitão de mar e guerra José Placido de Matos Saraiva e exigisse do rei a imediata restituição do navio com toda a fazenda que transportava e o pagamento de uma indemnização destinada a cobrir os gastos feitos com a esquadra. Se o rei de Molondim não estivesse pelos ajustes, Matos Saraiva em represália, deveria incendiar todos os navios que se encontrasssem no porto e assolar-lhe os arrabaldes. Tendo deixado a foz do Mandovi a 8 de Novembro a esquadra portuguesa fundeou diante de Melondim a 10, ao fim da tarde. O dia seguinte foi passado em negociações com o rei, procurando induzi-lo a aceitar as nossas exigências. Nada se tendo conseguido. a 12 ao romper do dia teve lugar o desembarque que deparou com fraca resistência. Enquanto os navios de alto bordo bombardeavam intensamente a fortaleza da cidade situada numa ilha, os navios mais pequenos queimavam cerca de cinquenta navios corsários e mercantes que estavam no porto, bem como um grande numero de embarcações de pesca. A mesma sorte tiveram doze aldeias circunvizinhas. Pelas cinco da tarde as tropas portuguesas reembarcaram, dando por terminada a acção de represália. Não nos diz o cronista se o navio de Monçambique, foi ou não recuperado, mas é de presumir que sim, uma vez que os portugueses, estiveram durante um dia inteiro senhores do porto de Melondim. A operação custou-nos dezanove mortos, e outros tantos feridos. A 16 de Novembro, a esquadra estava de regresso ao Mandovi. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.